Bandas animais – Isso, com bichos.

Eu adoro ver videos de bichinhos. Bichinho com criança, bichinho espirrando… Numa dessas andanças, clicando tudo que é bicho no youtube, encontrei uma desculpa para ouvir Bon Jovi sem me sentir tão menininha. O bode! Clique no bode uma vez e você vai encontrar tudo que é versão goat (acho que todo mundo já viu, mas sempre aparece alguma versão nova). No entanto acho foda pra cantar, definitivamente, balir não é para humanos.

Uma vez, na casa de uns amigos que tem um Oceano Pacífico de vinis, pedi pro Hector me mostrar qual vinil mais bizarro ele tinha. Ele me mostrou um de uma banda de metalzão com dois pitbulls na capa. Até aí tudo bem, todos já vimos capas muuuuito piores.

O lance é que foi a primeira vez que conheci alguém que tem um vinil do Caninus. Caninus é uma banda grindcore / death metal formada por duas pitbulls terrier no vocal e mais uns carinhas do Brooklin (NY). Carinhas muito fofos e veganos. Alias, nós sabemos que atrás de roupa preta sempre tem um grande coraçao, hehe. Bem, dia 3 de janeiro de 2011 a Basil morreu e o disco mais recente da banda teve somente a Budgie cantando e foi uma homenagem a Basil que morreu com 10 aninhos. A Budgie tem 16 e tem artrite mas está bem interona. O legal da banda é que são ativistas animais e realmente tentam passar nas músicas questões bichanas. As dogs aprenderam a cantar e seguir as músicas da mesma maneira que aprenderam a sentar, rolar.

Hatebeak

Hatebeak com o pequeno vocalista Waldo

Não contente em fazer minha mandíbula cair no chão (olha, eu achei legal mesmo), o Hector me falou do  Hatebeak. (Inclusive depois desse dia, investigando sozinha descobri que tem um SPLIT das duas bandas juntas!!!!!!) O vocalista do trio é o papagaio Waldo.  Em junho de 2015 eles lançaram pela Reptilian Records o “Number of the Beak”.  Fiquem tranquilos pois a Reptilian não tem outras bandas com animais e eles não fazem turnê com o pobre Waldo (o que seria muito desgastante). Eles também fazem um grindcore bem extremo. E são de Baltimore, aquela terra linda onde rolou The Wire e nasceu o maravilhoso John Waters. Além de palrar loucamente ( palrar=barulho do papagaio), Waldo fala umas palavrinhas. Consegui reconhecer  ele falando “Pieces of Eight”. O louro que tinha lá em casa só berrava “Cafééééé”. Boringggg.

Para fechar, fica essa cachorrinha tudo curtindo um Caninus. Vou tentar fazer com os meus para ver se eles entendem melhor a letra <3


Os artigos aqui publicados são de total responsabilidade de suas autoras e editoras.

Raquel Gariani

Ogra feliz <3