Começando relacionamentos quando se está fora dos padrões!

Nos últimos tempos conversei com amigues sobre a questão de relacionamentos e do quão particularmente complicado é iniciar algo ou mesmo manter quando você não atende aos padrões, pois toda a estrutura social que nos cerca é hétero/cisnormativa, ou seja, construída desde a raiz partindo do principio de que todes são cis e hétero ao ponto de identificarmos e sermos identificades como tal até que se manifeste o contrário.

E ai entra a primeira complicação – se você é lésbica por exemplo, como vai saber se aquela colega de trabalho adorável que te faz suspirar também é sem ser inconveniente? Sim por que se ela não for pode até se ofender “como assim? Eu? Lésbica? Credo!” pois é, acontece.

Com pessoas trans acontece algo semelhante, mas até mais complicado – você gosta de alguém e tem de explicar que você de algum modo não é como outras pessoas do seu gênero que a pessoa conhece, e claro, ai vai a “loteria da aceitação” onde pouquíssimas pessoas sequer entendem o que é trans, destas menos ainda aceitam de verdade e menos ainda aceitam a ponto de se relacionarem conosco. Ou seja: é bem restritivo e difícil de lidar.

E ai claro, vem a questão “abordo logo de cara, ou espero um pouco?” a chance é que se abordamos muito cedo a pessoa nos vê primeiro como trans e depois como pessoas, muito provavelmente será mais difícil a pessoa lidar com seu gênero naturalmente. Mas deixar pra depois também é um risco, afinal “você estava me enganando se dizendo algo que não era!” sim, pois numa sociedade cisnormativa, não dizer que é trans logo de cara implica que você afirmou categoricamente ser cisgênero.

Ai você soma ser trans com não ser hétero e o “jogo” vai pro nível Extra Hard Nightmare, e digo jogo até por que as vezes parece que estamos jogando Detetive de papelzinho… você tem de agir na hora cerca e se piscar pra pessoa errada a coisa fica tensa.

E fica tensa por que nem sempre é um fora normal, dependendo do circulo social o fora vem com brindes – vão te difamar, vão te perseguir, te excluir ou até alegar que você forçou a barra, mesmo que só tenha se declarado, por que afinal se você não é cis e hétero pode ser capaz de tudo.

Mas claro, existem pessoas legais, existem outras pessoas que podem nos compreender, amar e acolher, mas se estas ainda são raras é por que temos uma cultura que ainda exotifica e distorce tudo e todes que saem do padrão definido como correto. E estas limitações são tão fortes e vão tão fundo que mesmo tendo conhecimento sobre diversidade ainda levamos muito tempo pra processar tudo, pra nos livrar das amarras, tanto pra quem é gay/lésbica/bi quanto pra quem é trans e por vezes até mais pra quem é cis e hétero nos compreender.

E esse tempo é um tempo precioso que nos é tirado, felicidades adiadas em função de se manter uma falsa sociedade homogênea. Mas há esperança, sempre há, eu mesma apesar de já ter passado muita rejeição, dor, duvidas, exclusão e medo, hoje estou bem, com uma mulher maravilhosa que me aceita como trans e lésbica, mesmo que não compreenda completamente como eu vejo o mundo e como me sinto, pois nem poderia sendo cis, mas o que vale é justamente acolher, respeitar e amar.

Então sim, é difícil, mas não desistam de amar nem de receber amor, não fechem as portas. Sigamos acreditando e lutando por um mundo onde tenhamos real liberdade de sermos felizes! E pra quem não passa por isso, eu faço um convite a refletir e começar uma desconstrução das ideias que recebemos da sociedade desde a infância, convido a conhecerem pessoas diversas, a considerar como seria um relacionamento com uma pessoa trans ou não binarie. As vezes uma destas pessoas pode ser aquela que vai te mostrar um mundo luminoso que você nem conhecia!


Os artigos aqui publicados são de total responsabilidade de suas autoras e editoras.

Cecihoney

Mulher trans, lésbica, bruxa que trabalha com pixelart pra games e vive com a cabeça em robôs, naves e engrenagens. Transfã, retrô/indie gamer e parte de uma fusão permanente! Dividida entre lacinhos rosas e armamentos pesados :3