Nanoha – Uma garota mágica diferente!

Oizinho! Ceci aqui de volta em outra operação conjunta com a coluna de anime/mangá, dessa vez com a linda da Rachel Asakawa -^.^- Quem leu minha ultima postagem da coluna Nerdiversidade deve lembrar que falei da minha dificuldade em achar diversidade nas nerdices que curto, por que adoro coisas com máquinas e armas mecanizadas e tecnologia fictícia. Mas claro, existem exceções, incluindo as Hqs de Transformers das quais falarei ainda.

Hoje contudo, queria abordar um anime que eu amo muito, é meu anime de mahou shoujo (animes de garotas mágicas, como Sailor Moon e Sakura Card Captor) favorito: Magical Girl Lyrical Nanoha.

Assisti por indicação de uma amiga que achou que eu fosse curtir por conta da mistura de magia com tecnologia e de fato, amei por esses fatores, mas veio com um bônus maravilhoso – um dos relacionamentos mais bonitinhos entre meninas. E não só isso, algumas das personagens mais invocadas e porradeiras do gênero de garotas mágicas! Destaque pra Vita-chan e sua Marreta foguete com furadeira *.*

Vita e sua marretinha -^.^-
Vita e sua marretinha -^.^-

Sobre a história: essencialmente Nanoha é uma garotinha comum que não sabe bem o que quer da vida por que na verdade sua verdadeira aptidão não é algo comum pra pessoas da Terra. Contudo num incidente onde ajuda um furão magico que na verdade é um minimo ela finalmente encontra sua vocação: Ser uma garota mágica, e nisso aparentemente ela tem uma vocação fortíssima já que constantemente suas habilidades crescem e mesmo personagens de outros mundos que viajaram pelo universo comentam o quão poderosa ela é.

A priori sua missão é colecionar itens chamados de Jewel Seeds (ou Sementes joia), ou Joias semente…) evitando que estas caiam em mãos erradas, e é ai que surge Fate Testarossa, uma mocinha da mesma idade de Nanoha que também busca as joias pra agradar sua mãe abusiva – que a agride de forma bem violenta quando ela não mostra o progresso esperado.

As duas lutam constantemente, mas Nanoha sente a bondade em Fate e tenta ajudá-la e evita machucá-la nas batalhas. Algo que aos poucos se torna uma amizade e eventualmente se desenvolve num relacionamento romântico.

Mas aí claro, entra a complicação: sendo um anime para TV o relacionamento fica subentendido… pense como as inume-as insinuações de romance entre os caras em Cavaleiros do Zodíaco (o que acontece na casa de Libra, fica na casa de Libra né?). Ou seja, insinua-se, até com a adoção conjunta de uma menininha por Fate e Nanoha, uma menininha que chama as duas de mãe, mas não tem beijo, não tem um compromisso estabelecido, ninguém fala em namoro, noivado nem nada, mas elas moram juntas e tem um cotidiano de casal.

Nanoha, Fate e a filhinha Vivio, muito amor!
Nanoha, Fate e a filhinha Vivio, muito amor!

E claro, os fãs não deixam a coisa assim, existem inúmeros doujinshis (revistas feitas por fãs) onde o relacionamento delas vai além, assim como outras mídias oficiais, e nisso vou deixar a Rachel falar :3 O que posso dizer é que Nanoha é uma delicia, tem variedade de personagens, um cenário rico, especialmente na serie Nanoha Strikers que se passa num mundo que me lembra muito o futuro de Megaman X, muita ação, e tou falando de ação mesmo, tiro, porrada e magias que fazem muita bomba parecer biribinha -^.^-

Oi pessoal, Rach aqui
Tudo começou quando um pinguim mágico do Linux veio para mim “Você tem um minuto para a palavra de Nanoha?”
Pois bem. Não foi um pinguim mágico, mas podia ter sido. Conversando um pouco sobre a série, além do fato de Nanoha e Fate serem (SÃO SIM, TÁ) um casal, é o fato do tempo passar e as personagens envelhecerem. Basicamente como o que acontece com os livros de Harry Potter. É uma decisão muito inteligente, pois o público cresce com você.
Então caí de cabeça no universo de Nanoha.

Tirando que a Nanoha é, in my opinion, a waifu perfeita, é extremamente revigorante ver que ela é uma mahou shoujo que não luta pelo amor e a justiça, mas sim em nome do poder de fogo superior. Você não vai falar comigo? Vou te bater até você falar. Você não é minha amiguinha? Vou te espancar até você virar minha bff/namorada. É. Vendo assim a Nanoha parece uma pessoa muito abusiva. Mas é legal ver que é uma menina mandando nessa pancadaria toda.

1414908382422
Poder de fogo superior -^.^-
Takamachi.Nanoha.full.174770
Nanoha e seu upgrade no mangá! Uma lindeza né? :3

Para falar de Nanoha em outras mídias, devemos começar primeiro a falar de ONDE surgiu Nanoha. E é uma coisa que nem todo mundo se ligou. Ela é uma personagem secundária de uma série de OVAs chamada Triangle Heart, que nada mais é do que um eroge. Ou seja, uma série erótica.

A história foca em sua irmã mais velha, e a Nanoha é uma garota que aparece em meio minuto de um episódio. Mas alguém da produção falou: “Ei, vamos fazer um spinoff de magia e pancadaria sobre ela?” e outra pessoa falou “Por quê não?”. E assim surgiu o anime de Nanoha.

Feito com um orçamento nada perto da dignidade de obras da Clamp, Nanoha foi entrando no coração das almas japonesas. Nanoha era uma garotinha decidida em fazer o que ela sabia fazer melhor: perserverar. E assim a história foi seguindo, indo para uma segunda temporada, chamada Nanoha A’s, onde ela conheceria sua nova amiga, Hayate Yagami.
No lançamento da segunda temporada, a primeira foi relançada como um movie, aí sim com todo o dinheiro bem vindo das almas japonesas, apesar de mudanças de roteiro que achei desncessárias.

No final da segunda temporada, Nanoha tem 16 anos, e na terceira temporada, ela tem 21. Mas pera, o que aconteceu então? O que aconteceu ficou em um manga chamado Nanoha A’s to StrikerS. Mas pera, tem manga agora?
Então, tem. Mas ele nada mais é do que uma adaptação fiel do anime. É um caso diferente, o manga saiu DEPOIS do anime. E assim foi com Nanoha, Nanoha A’s e a terceira temporada, Nanoha Strikers.

De Strikers, veio Nanoha Vivid, a história sobre Vivio, a filha adotiva da Nanoha e da Fate (não tem como falar que é spoiler alert, ela é a protagonista da série). Vivid mudou o ritmo de produção totalmente, pois havia só o manga e ano passado estreiou a série em anime. Infelizmente ainda não saiu a versão filme de StrikerS, mas saiu o manga do mesmo. No momento, Nanoha Vivid está em pausa para produção de mais episódios e deve retornar na temporada de outono japonês (nossa primavera).

Ao mesmo tempo que o manga Vivid foi lançado, saiu também o manga Force, que continua a história 4 anos após Vivid. Ou seja, nessa cronologia, Nanoha e Fate têm já 26 anos. No momento tanto o manga de Vivid quanto Force estão práticamente parados, em um ritmo Yoshihiro Togashi (conhecido por Yu Yu Hakusho e HunterxHunter) de produção de 1 capítulo por ano.

Por que dois mangas lançados simultaneamente? Bom, Vivid ‘voltou às origens’ mostrando o dia a dia de Vivio. Ou seja, uma menininha aprendendo a conviver com magia, enquanto Force continuou o ritmo de A’s e Strikers, que é a vida militar de Nanoha no Time-Space Administration Bureau (TSAB) e todos os seus aprendizes. E os aprendizes de seus aprendizes. E assim vai.

Recapitulando de acordo com midias agora:
Nanoha (1a temporada anime) -> Movie -> Manga
Nanoha A’s (2a temporada anime) -> Movie -> Manga
Nanoha A’s to Strikers (manga apenas)
Nanoha Strikers (3a temporada anime) -> Manga
Nanoha Vivid manga -> Anime
Nanoha Force manga

Parece complexo, mas é bem bacana. Recomendo muito. E de novo, a Nanoha é a waifu perfeita. Morro de amores. Quero uma pra mim.

Beijos para todos, e um especial pra Ceci porque pessoas que gostam de Nanoha são iluminadas. E pra Sarinha Tomoyo-chan querida que tirou essa fotinha linda das suas figuras de Nanoha e Fate pra capa da nossa postagem :3 Agora vou ali correr atrás do meu cosplay de Fate Testarossa


Os artigos aqui publicados são de total responsabilidade de suas autoras e editoras.

Cecihoney

Mulher trans, lésbica, bruxa que trabalha com pixelart pra games e vive com a cabeça em robôs, naves e engrenagens. Transfã, retrô/indie gamer e parte de uma fusão permanente! Dividida entre lacinhos rosas e armamentos pesados :3