Por que As Caça-Fantasmas incomodam tanto?

Os Caça-Fantasmas é um clássico de 1984 que, como a maioria já deve saber, conta a história dos cientistas da Universidade de Columbia que se dedicam a estudar casos paranormais. Ao mesmo tempo em que é um filme de ação e sobrenatural, Os Caça-Fantasmas também é conhecido por ser um filme engraçado.

Ano passado foi anunciado que sairia um novo filme de Os Caça-Fantasmas, só que desta vez seriam As Caça-Fantasmas: o quarteto agora seria composto por quatro mulheres. Muitas pessoas ficaram animadas, mas eu já sabia que era só uma questão de tempo até os comentários machistas começarem a aparecer. Como sempre, fiquei desapontada, mas não surpresa. Dia 3 de março foi lançado o primeiro trailer do filme: de um lado tinha muita empolgação, mas de outro o chorume não foi pouco.

Infelizmente acabei lendo várias coisas bem ruins, o incômodo dos “verdadeiros” fãs (bem entre aspas) foi tão grande que o trailer acumulou uma quantidade muito grande de dislikes no youtube.

“Vão estragar um clássico”: até onde eu sei, o novo Caça-Fantasmas não vai pegar o filme antigo, assim como todas as suas cópias, destruir e refazer um novo filme em cima. Não tem como estragar o clássico, o primeiro Caça-Fantasmas ainda está por aí para qualquer um ver.

“Deviam fazer uma franquia nova se queriam colocar mulheres”: por quê? Já discuti algumas vezes com várias pessoas que é importante sim a criação de novas franquias mais inclusivas, mas que reinventar o que já existe também é uma forma muito útil de incluir representatividade. Novamente, se incomoda tanto essa versão nova, é só assistir a antiga.

“Não vai ser nada novo, só mais um remake”: um filme não necessariamente precisa inovar para ser bom; afinal, As Caça-Fantasmas nunca propôs inovar. Várias franquias, ainda mais de super-heróis, têm remakes, inclusive várias fizeram muito sucesso, então será que devemos cancelar essas também por “não serem como o original” e “não serem novas”?

Nós todos sabemos qual é o “problema” com o novo filme. Não é a qualidade dele comparada ao original, até porque não sei como muitos falam sobre o filme ser ruim sendo que só viram o trailer. A grande questão aqui é que um clássico, que originalmente tinha quatro protagonistas homens, agora ganhará um remake com quatro protagonistas mulheres. Já comentei inúmeras vezes aqui como a inclusão de mulheres em filmes considerados “de homem” incomoda muita gente.

Aparentemente mulheres não podem ser cientistas, não podem ser engraçadas, não podem existir sem ser um interesse romântico para um homem. Pior ainda é se elas “invadem” algo considerado masculino, porque aí aparecerá todo o tipo de argumento para desmerecer o filme e julgá-lo mesmo antes do lançamento.

Não é que as pessoas não possam desgostar do trailer, eu particularmente não dou muita bola pro estilo de filme que Caça-Fantasmas é e provavelmente não me importaria muito com o longa se não fosse pelas quatro protagonistas. O problema é que há muitos comentários machistas de pessoas que pouco se importam com a qualidade que o filme terá – só não suportam a ideia de quatro mulheres estarem nos papéis principais.

E há sim críticas bem válidas em relação ao trailer. Muitas pessoas já questionaram por que Patty, a única protagonista negra, também é a única que não é cientista. Só porque um filme possui representação feminina, não quer dizer que não possa falhar em outros tipos, então esse olhar crítico é importante, mas todos sabemos que não foi isso que fez o trailer ter tantos dislikes.

O debate que quero levantar aqui, e com sorte fazer algumas pessoas refletirem sobre o tema, diz respeito aos motivos pelos quais as “críticas” (se é que podemos chamá-las assim, porque tudo está sendo baseado em um único trailer) têm caído tão pesadas em cima desse filme. Caso ainda restem dúvidas se é uma questão de machismo ou não, é só ver como outros filmes da cultura pop são tratados. Quando várias pessoas começaram a questionar a representação da Arlequina em Esquadrão Suicida por causa das roupas e ângulos de câmera, não se podia nem pensar no assunto sem um fanboy aparecer falando: “O filme nem saiu, então não dá pra opinar”. Caso comentemos qualquer coisa sobre um filme de super-herói que já teve vários remakes, mais fanboys aparecerão defendendo, e nesse caso tudo bem, porque remake pode ser algo muito interessante mesmo. Então por que, quando falamos de As Caça-Fantasmas, de repente começam a reclamar de remakes? Por que, do nada, há textos avaliando a qualidade de um filme inteiro baseados em alguns poucos minutos?

Porque quando o assunto envolve mulheres é assim, não existe benefício da dúvida, é fácil apontar o dedo: “Não é gênero de mulher”, “Vai ser ruim”, “Ninguém quer ver mulher assim”. Podemos e vamos sim debater a qualidade do filme quando ele sair, mas nós também vamos sim reclamar de machistas que não gostam de um filme só porque as quatro protagonistas são mulheres.


Os artigos aqui publicados são de total responsabilidade de suas autoras e editoras.

Clarice França

Connect to Database. Origem: Reino do Sonhar. Classe: Radialista, escritora e amante de histórias. Reputação: Campeã do Labirinto e de Kirkwall, Heroína de Ferelden, Herdeira de Andraste, Comandante Shepard, Paragade, Dovahkiin, Witcher, Dobradora de Fogo, Targaryen e Corvinal.