Young Animal – o novo selo alternativo da DC Comics

Gerard Way, aquele mesmo da banda My Chemical Romance, acaba de estrear como manda-chuva do novo selo de quadrinhos alternativos da DC Comics. Way vem trabalhando com quadrinhos há um bom tempo e agora será o responsável por tocar o barco no DC’s Young Animal. Ele descreve o novo selo como uma oportunidade de retomar o espírito antigo dos quadrinhos alternativos e levá-los para um lugar novo e fazer “arte muito louca”.

Quatro títulos foram anunciados ainda para 2016:  Patrulha do Destino retoma suas histórias em Setembro, com roteiros do próprio Gerard Way e arte de Nick Derington. A tarefa não será fácill para nenhum dos dois, pois a Patrulha  ganhou notoriedade na década de  1990 quando Grant Morrison assumiu os roteiros e o grupo, mesmo que não tenha a popularidade da Liga da Justiça, é muito querido pelos fãs.  Way também co-escreve os roteiros de Cave Carson Has a Cybernectic Eye com Joe Riviera, a arte fica por conta de Michael Avon Oeming. O título foi descrito como aventuras do herói da era de prata, Cave Carson, junto com sua filha universitária.

ClLPfwNWgAE9VwA O terceiro título anunciado na ComiCon foi Shade, the Changing Girl. Para os fãs da Vertigo o nome pode soar familiar, pois se trata de uma retomada do trabalho de Peter Milligan, Shade the Changing Man. Aqui acompanhamos a história de uma adolescente de 16 anos que tem seu corpo tomado por um alienígena, o título foi classificado como um sci-fi thriller e vai explorar temas como loucura e alienação. A escolha do título não é sem propósito, uma das metas do selo é retomar o mercado de quadrinhos alternativos, já que a Vertigo, o selo adulto da DC criado nos anos 1990, vem mal das pernas na última década e perdeu muito espaço para outras editoras como a Image e a Fantagraphics. Quem assume os roteiros do título é Cecil Castelucci, autora de Star Wars: Alvo em Movimento, e arte de Marley Zarcone.

Por último, Mother Panic traz uma nova vigilante para Gotham City. Violet Paige vai agir silenciosamente entre a High Society da cidade do Batman para combater o crime. Way também assume os roteiros dessa revista ao lado de Jody Houser, roteirista do seriado Orphan Black e responsável por repaginar a Faith, heroína plus-size da Valiant Comics, em sua revista solo.
Achei interessante a escolha dos títulos, pois apesar de seguirem por uma linha de histórias mais bizarras da DC, ainda não se afastam totalmente dos outros títulos da editora, como ocorre com o selo Vertigo.
Gerard Way declarou que espera ver o título crescer e se tornar referência nas publicações de quadrinhos alternativos, enquanto sua missão é atrair os leitores mais adultos de volta para a casa, não podemos esquecer que o nome de Way também tem bastante relevância entre um público mais jovem que pode vir a se interessar pelas publicações, não é à toa que ele vai assinar três dos novos títulos, pelo menos a princípio.
Também é motivo para celebrar que todas as séries anunciadas apresentam personagens femininas em destaque, sendo que pelo menos em duas elas serão protagonistas.
Os títulos anunciados chegarão ao mercado no Outono americano e esperamos que chegue em breve por aqui também.


Os artigos aqui publicados são de total responsabilidade de suas autoras e editoras.