SIRIRICA: Já tocou uma hoje?

Por Thais Mayume Higa
Me pediram para escrever sobre sexo, Achei que seria fácil, afinal, eu prático com certa frequência, gosto mais do que lasanha, já trabalhei nos bastidores da pornografia alternativa brasileira, já até dirigi um filme pornô! Deveria ser fácil escrever sobre sexo,certo?
55a54cae1e00002b0051a482

Sentei na minha cama, liguei meu notebook, estalei os dedos e nada.. deslizei meus dedos calmamente pelas teclas, passeei entre as abas e nenhum indício de que qualuer ideia sairía dessa cabeça apareceu.

Resolvi criar um climinha: liguei o som, coloquei uma meia-luz, até puxei um livro do Manara para perto – quem sabe assim, me inspirava?, Já pensou, assim que como quem não quer nada me subiria uma ideia vinda do útero, cheia de tesão e assim eu inundaria vocês de informações sagazes e deliciosas sobre sexo… nada me veio. Eu louca para “colocar meus dedos para trabalhar.”.. e nada.

Foi ai que me dei conta de que, já que eu já havia criado um clima, deixado tudo à meia- luz, músiquinha e tal, o corpo relaxado… nada melhor do que uma siririca irrigar meu cérebro para me inundar de ideias! Opa, esse é o tema: a siririca… ou para as mais puritanas: a masturbação. Mas calma, parça, não vou te ensinar exatamente a arte de se tocar. Isso é totalmente instintivo e pessoal e cada mulher precisa encontrar seu jeito. Afinal, somos únicas. Cada uma de um jeito, Portanto, explore seu corpo e encontre o seu!


Por que eu, você, a sua mãe e todo mundo devemos nos tocar?

Antes de mais nada, masturbar-se faz BEM PARA A SAÚDE. Sim, a ideia de que é “coisa errada”, de que você pode se “machucar” (Oi? Cuidado aí, né amiguinha vá com calma) de que é uma “prática imoral e desaconselhável para jovens de boa-família” ficou lá no século passado.
Médicos e sexólogos no mundo inteiro já comprovaram que a masturbação, além de dar à mulher um maior, senão pleno, entendimento de seu corpo, pode trazer inúmeros benefícios à sua saúde mental e física, tais como: alívio para cólicas menstruais, dores de cabeça, liberação de endorfina contra estresse e mau humor crônico, fortalecimento do sistema imunológico, combate à insônia, fortalece a musculatura pélvica (quanto mais forte sua musculatura, mais orgasmos poderosos!) e melhora suas relações sexuais em geral, já que a prática pode inclusive ser feita a dois!
Mas para falar em siririca da maneira mais apropriada, vamos DIRETO A PONTO:  essa belezinha chamada CLITÓRIS, que na verdade é a ponta de um iceberg de terminações nervosas que se estendem para dentro de nossa pelve e que criam todo o tipo de sensações, ondas e prazeres, se bem conhecido e explorado.

Sim, tocar-se te fará descobrir um universo novo de empoderamento (a palavra do ano, do século, do milênio). Mas calma, não é indo direto universo úmido entre nossas pernas que tudo se resolverá!

Primeiro, se olhe no espelho e perceba que não há nada de errado com quem você é!  Sim, a masturbação passa pela auto estima, Se você não puder  se olhar no espelho e sentir-se bem consigo, com seu corpo, com sua vida,, não há toque maravilha que te faça inundar calcinha nenhuma, No livro Women Who Love Sex, Gina Ogden traz um estudo muito interessante: levaram mulheres que conseguem ter orgasmos só com o pensamento ao laboratório pra medir se realmente estavam tendo reações físicas a essas fantasias que criavam. O resultado? Elas tinham as mesmas reações de mulheres que tinham orgasmo com estímulos físicos através da masturbação. Ou seja: Sexo está na CABEÇA. Nada vai conseguir remover as travas que você mesma criou com o seu corpo e essas travas te impedirão de gozar. Pura e simplesmente. Como diria o velho Buk (numa leitura completamente alterada para esse texto) “Você é maravilhosa /Os deuses esperam para se deliciar em você”.

Se contemple, se olhe no espelho e conheça cada centímetro do seu corpo via olhar e toque. Conheça as mudanças de textura que o seu corpo tem com a leveza da ponta dos seu dedos, é ai que você vai descobrir como a intensidade do toque te afeta. E quando eu falo para se olhar no espelho, eu estou falando pra dar uma averiguada cara a cara na sua amiga Xana: Dê uma boa encarada visual lá.  Não se acanhe, coloque o espelho no chão ou deite-se na cama e coloque um espelho entre as pernas e se olhe.

Se masturbar vai te fazer conhecer seu corpo, ajudar no treino do assoalho pélvico (quando você envelhecer vai se agradecer por isso, já ouviu falar de “bexiga caída?” Pois é.), te fazer dormir melhor e te livrar de várias enrascadas que um cara (ou a mina) cilada podem te fazer cair. E outra: vai te fazer exigir um sexo de mais qualidade com propriedade. Afinal, como saber como é andar de Ferrari se você só andou de bicicleta até agora?  Conhecendo seu corpo você vai poder dizer a seu/sua parceiro (a) o que realmente quer, como e onde.
E aí vai ser só alegria.

Libera DJ!

Fazendo um paralelo, se em algum momento DJs por São Paulo salvaram minha vida com seus setlists perfeitos em baladas noite afora, depois de um coração partido, certamente todo esse lance de masturbação me livrou de cair em ciladas. Provavelmente  tem um monte de mina por ai tentando se descobrir com o outro, E não há nada de errado nisso, mas o sexo é sobre você e não sobre o outro e não tem como dar e receber carícias e prazer tendo travas e neuras com o próprio corpo, Mas em especial,  gozar fica muito mais difícil sem se conhecer. E sem orgasmo não tem negócio fechado.

Não vou dar dicas especificas sobre o que fazer ao se tocar, cada uma possui uma sensibilidade, uma atração e um prazer na fricção. Só tente não cair na mesmice de sempre ficar no movimento pendular, nem sempre o movimento direto e com pressão no clitóris é o que você mais curte. Apesar da maioria das mulheres curtir mais o estimulo clitoriano, você pode ser uma exceção que tem uma grande ligação com a penetração. Enfim, crie um clima com você mesma, e vá se conhecendo aos poucos, aproveite todo o seu corpo e se em algum momento uma mistura de espasmos, tontura,  ondas e uma estranha vontade de fazer xixi te ocorrer, parabéns! Você se deu um orgasmo 🙂

42a3b12506855cac3447b9235277069b

 

A masturbação feminina ainda é um tabu porque faz parte do machismo e silenciamento da mulher. Enquanto para os meninos, masturbação é algo natural inclusive desde muito pequenos, pois seus orgãos sexuais estão mais expostos e mais suscetíveis ao estímulo, para a mulher tocar-se parece um ato vil e pecaminoso e está geralmente relacionado à pornografia.

Não é pornografia,  Masturbação feminina só é pornografia na fantasia masculina. Masturbar-se é conhecer-se, é empoderar-se, é ser feliz. Não deixe ninguém nunca te dizer o que você pode ou não fazer para ser feliz.

TOQUE UMA SIRIRICA.

 

13315495_10210072133866360_5504999820887822629_n

Thais Mayume – “Mezzo Mara Tara, mezzo Rê Bordosa. Ex operária da indústria pornô, ex curadora de arte erótica, ex organizadora de festival com temática pornográfica. Batendo na porta dos 30 só sei quem já não sou mais”

 


Os artigos aqui publicados são de total responsabilidade de suas autoras e editoras.