A Mãe de Madaya – um gibi sobre a Guerra da Síria

Madaya Mom é um gibi digital, que foi lançado em outubro de 2016 pela Marvel Comics em parceria com a ABC News visando chamar a atenção do mundo para a tragédia humanitária em curso na Síria.

Muito diferente das tradicionais heroínas da casa, a protagonista dessa história é uma mulher real que luta pela sobrevivência de sua família sitiada na cidade e Madaya junto com os outros habitantes há mais de um ano.

madaya-2
A cidade, que fica a poucos quilômetros de Damasco, foi sitiada em Julho de 2015 pelo próprio governo da Síria e seus aliados por supostamente abrigar soldados libaneses e aliados do antigo regime de Assad. O governo sírio impôs severas restrições de movimento para dentro e fora da cidade, causando com isso a interrupção do abastecimento de comida e remédios, além do encerramento das aulas nas escolas.


O único posto hospitalar ainda operante conta apenas com dois estudantes de odontologia e um veterinário para cuidar de toda a população. A população composta majoritariamente por agricultores que cultivavam terras fora da cidade hoje passa fome e sofre com a falta de infra-estrutura digna para a sobrevivência.

A história da Mãe de Madaya é baseada nos relatos de uma mulher real que se corresponde com os jornalistas Xana O’neil e Rym Momtaz da ABC News através de mensagens eletrônicas. Seus relatos são cheios de desespero e dor, principalmente quando ela fala do estado de saúde de seus cinco filhos enfraquecidos pela fome e pelo estresse da zona de guerra. Essas mensagens foram transformadas em posts nos blogs dos correspondentes da ABC News e serviram como fonte para o roteiro da HQ.

madaya-1


“Aqui nas montanhas, a antes verdejante paisagem agora está seca. As Nações Unidas dizem que a fome é usada como “arma de guerra” – que o governo está matando seu próprio povo de fome para que eles entreguem a cidade estrategicamente posicionada nas montanhas que separam o Líbano e da Síria, uma das principais rotas de abastecimento de suprimentos”

madaya-3

O responsável pela adaptação é o quadrinista croata Dalibor Talajìc, que também foi vítima da guerra, aos 18 anos, quando seu país natal, a Iugoslávia, deixou de existir e a região decaiu em um estado de guerra. Em 2009 ele passou a escrever roteiros para títulos da Marvel e obteve sucesso em revistas dos X-Men, Deadpool e outros personagens da casa.

De acordo com a ONG Médicos Sem Fronteiras, dezenas de pessoas morreram de fome em Madaya no último mês. Desde o fim da Primeira Guerra Mundial, a interrupção deliberada do acesso a alimentos e o uso da fome como estratégia de combate é considerado Crime de Guerra. 


Os artigos aqui publicados são de total responsabilidade de suas autoras e editoras.