Puffin Rock: crianças descobrindo o mundo

A Pedra do Papagaio do Mar, ou Puffin Rock, em seu nome original, é um paraíso natural em que vivem várias espécies exóticas e é o cenário para as histórias de Oona e sua família. Oona é uma pequena papagaio do mar curiosa, que gosta de brincar com seu irmãozinho Baba e seus amigos de outras espécies, entre eles uma foca, uma coelhinha, um caranguejo hermitão, uma família de corujas, um musaranho e até uma raposa.

Oona, seu irmãozinho Baba e seus pais papagaios do mar

A animação, exibida pela Netflix, tem duas temporadas online. Com uma paleta de cores suave, trilha sonora tranquila e relações de cooperação, este é mais um desenho animado que foge do lugar comum (que não sei de onde surgiu) de que criança só gosta de coisas super agitadas. Meu filho de dois anos ama quase tanto quanto gosta de Sarah e o Pato, de que já falamos aqui..

Oona desbravando o fundo do mar

Em cada episódio, uma nova espécie animal ou algum fenômeno da natureza é apresentado ou desvendado por Oona e seus amigos, em aventuras que qualquer criança pode experimentar ao passear numa praça ou num jardim. Um besouro do esterco, uma ave migratória, um polvo, um marisco, sapos, o arco-íris e a super lua são alguns exemplos.

Mas nem tudo é paz e tranquilidade. As tensões entre espécies também são retratadas, como a rivalidade entre gaivotas e papagaios do mar ou a relação tensa e cautelosa com a raposa. Ainda assim, Oona consegue superar as diferenças e criar situações de cooperação entre aqueles que seriam inimigos naturais.

Esses são os papagaios do mar que inspiraram Puffin Rock

Uma menina cheia de iniciativa

Oona é uma personagem feminina decidida, que gosta de superar limites e quer sempre aprender. Ela lidera várias aventuras, gosta de experimentar coisas novas e de se relacionar com novas espécies, mesmo aquelas que poderiam representar algum perigo. Sua mãe papagaio do mar também é retratada como uma mulher forte, divertida e que divide todas as tarefas do lar e do cuidado com os filhos com o companheiro. Ela é um exemplo raro de mãe sendo retratada como um indivíduo e não apenas como um suporte para os outros personagens.

A animação é produzida na Irlanda pelo estúdio Cartoon Saloon e criada por Lily Bernard, Tomm Moore e Paul Young especialmente para a Netflix. Tem duas temporadas de treze episódios disponíveis online.


Os artigos aqui publicados são de total responsabilidade de suas autoras e editoras.

Roberta AR

Gosto de escrever (o que acabou virando trabalho) e de café. Participo da cena de quadrinhos independentes desde 2007, atuando principalmente na divulgação e na produção. Também sou zineira e escritora.