Um guia dos quadrinhos das minas na internet #13

Chegamos ao guia dos quadrinhos das minas na internet #13. Nossa lista já deve estar próxima de cem artistas, pois algumas páginas que indicamos nas edições passadas são coletivas. Quer ver tudo o que já foi indicado por aqui? Clique em http://minasnerds.com.br/tag/guia-quadrinhos-das-minas/. Para indicar algum trabalho, é só mandar um email para robertaar@minasnerds.com.br.

E vamos às minas da vez.

Aline Zouvi

Traço meio punk, com carinha de zines antigos, e ao mesmo tempo muito elaborado, cheio de detalhes. Desenhos em preto e branco sobre situações cotidianas, comportamento, política, feminismo. Ela é autora do quadrinho Cordas, que está disponível no Medium. Seu portfólio online está no Behance.

Quadrinho de Aline Zouvi

 

Piadas Rasas

Roberta Nunes é quadrinista, designer, ilustradora. Seus quadrinhos são lindamente desenhados e podem ser em preto e branco, ou com acabamento em aquarela. Os temas são sempre de reflexão um tanto intimista. Ela é autora do quadrinho sobre Dona Obassy – Mãe de santo e formentadora cultural da Cidade de Deus-,  premiado pelo Flupp (Festival Literário das Periferias) e foi a representante do evento no festival de Angoulême.

Página do quadrinho Dona Obassy, de Roberta Nunes

 

Aquele Eita

Quadrinhos sobre afetos e como lidamos com eles. São tiras curtas em preto e branco num fundo amarelo, a cara das coisas que gostamos de compartilhar na internet. Raquel Segal também publica suas coisas no instagram e no twitter.

Tira de Raquel Segal

 

anarmônico

Ana Clara faz seus quadrinhos com desenhos quase realistas em grafite com pitadas de cores, de um jeito delicado e bonito. Poesia ilustrada poderia ser uma forma de descrever seu trabalho.

Quadrinho de Ana Clara

 

Universo em bolha de tinta

Quadrinhos sobre relacionamentos e cotidiano, lindamente coloridos da Bruna Morgan. Ela também publica suas coisas no tumblr, instagram e no seu blog.

Quadrinho de Bruna Morgan

 

Nïca – terça louca

As tirinhas de Marina Nicolaiewsky são divertidas e provocadoras, coloridas, num traço bom de ver. No medium, ela tem publicado quadrinhos sobre grandes transformações de vida, são histórias mais longas e mais densas e por lá sua página chama Muda: vidas em transição.

Tira de Marina Nicolaiewsky

 

Guta garatuja

São tirinhas feministas de Karina Aguiar, num traço quase boneco palito que retratam pílulas de machismo cotidiano e as patadas que gostaríamos de dar. Ela também publica no site da Guta Garatuja, no tumblr e no instagram.

Tira de Karina Aguiar

Os artigos aqui publicados são de total responsabilidade de suas autoras e editoras.

Roberta AR

Gosto de escrever (o que acabou virando trabalho) e de café. Participo da cena de quadrinhos independentes desde 2007, atuando principalmente na divulgação e na produção. Também sou zineira e escritora.