Dinos no Brasil: dinossauros no Oculus Rift

Eu adoro o Catavento Cultural. Ele não fica devendo em nada para museus de ciência do exterior, é super interativo e educativo. Os monitores são bem treinados e bem dispostos para explicar. As atrações são novas e funcionam bem. O único problema do Catavento é que não tem uma lojinha e eu queria um chaveirinho do museu. Então quando recebemos a notícia de que teria uma exposição sobre dinossauros com realidade virtual no Catavento, eu passei por cima de todo mundo para conseguir ir. E quem não ama dinossauros? Com Oculus Rift ainda?


A exibição Dinos no Brasil foi inaugurada no museu em 17 de fevereiro e foi produzida pela empresa VR Monkey com apoio da Intel. A ideia da exposição é apresentar os dinossauros que viveram no Brasil, em todas as eras geológicas. O projeto foi financiado pela Fapesp e a pesquisa paleontológica bem fundamentada é do departamento de geociências da USP.

A sala não é temática, o que abre espaço para a possibilidade das exposições mudarem no futuro. A experiência é muito bacana. Você senta em uma cadeira que simula uma máquina do tempo e volta ao período triássico e cretáceo. Passamos por várias regiões do país e podemos observar os diferentes dinossauros que habitavam o Brasil pré-histórico. Os dinossauros como Abelissauro, o T-Rex brasileiro, Unaissauro e Saturnália, nossos Velociraptors, são mostrados em detalhes. Vemos comparações de seus tamanhos ao tamanho de um humano médio, as cores que vão do verde ao amarelo e até vermelho e texturas como pele reptílica e penas de pássaros enormes. Também conheci meu novo dinossauro preferido: o Uberabatitã, um Brontossauro brasileiro.

Uberabatitã traz humus para o churrasco

Bastante imersivo, em Dinos no Brasil parece mesmo que você está viajando no tempo e em momentos pode dar enjôo e dores de cabeça, como acontece em sessões de cinema 3D. Então se você tem algum problema de visão, labirintite ou costuma ter náuseas, é bom tomar cuidado. Mas eu, que geralmente sinto muita dor de cabeça, só percebi ao final da sessão de 32 minutos.

Vale muito a pena. Quero levar todo mundo que eu conheço. A experiência somou bastante a um museu que já é incrível.

Dinos do Brasil

No Museu Catavento Cultural

Horários: 10h, 11h, 12h, 13h, 14h, 15h e 16h (de terça a sexta-feira sessões para grupos agendados, aos finais de semana, férias escolares e feriados é necessário retirar senha para participar da atividade).

www.cataventocultural.org.br

Ingresso: R$ 6 reais. Aposentados, crianças de 4 a 12 anos, estudantes com carteirinha e pessoas com deficiência pagam meia. Aos sábados, a entrada é gratuita para todos os visitantes.


Os artigos aqui publicados são de total responsabilidade de suas autoras e editoras.

Deborah Happ

Formada em Midialogia, pela Unicamp, com mestrado em Estética e História da Arte, pela USP. Faz umas artes quando dá, escreve por necessidade.