Diário de uma volátil: retrato cotidiano de Agustina Guerrero

A rotina de uma mulher de 30 ano, que se percebe adulta, mas ainda carrega seus dilemas adolescentes. Diário de uma volátil, de Agustina Guerrero, é uma história em quadrinhos inicialmente publicada no blog autobiográfico da autora. Desde 2011 até hoje, são muitos seguidores dessa sátira cotidiana que tem a própria autora como protagonista.

O livro já começa com um retrato nu da nossa heroína, com seu traço um tanto cartum e um colorido suave que acompanha toda a HQ.

Página de Diário de uma volátil

São histórias curtas desde a infância, mas que se concentram no cotidiano da vida adulta. Momentos poéticos, crises de riso que surgem do nada, momento lúdicos, o alívio de tirar o sutiã ao chegar em casa, listas, masturbação, superstição, tudo pode virar tema neste livro que tem mesmo cara de diário.

Página de Diário de uma volátil

O uso de recursos gráficos para expressar sensações são bem interessantes, como quando a personagem tenta empurrar um fundo branco com manchas coloridas para ocupar o espaço de um rabiscado preto, ou quando desenha o peso da sua carga mental.

Páginas de Diário de uma volátil

Uma constante na história são as mudanças de humor, que são vistas socialmente como uma característica feminina, mas que sabemos muito bem ser comum a todos os gêneros.

Um livro divertido, muito bem desenhado, agradável visualmente. Uma amiga me disse que tem uma pegada Maitena. Eu achei que lembra o Placas Tectônicas, da Margaux Motin (que já resenhei aqui). Mas ao mesmo tempo achei que tem um estilo bem próprio.

Páginas de Diário de uma volátil

A autora

Agustina Guerrero é argentina, mas vivem em Barcelona há mais de uma década. É ilustradora e quadrinista. Começou a publicar suas tirinhas no blog em 2011, um grande sucesso que foi reunido neste livro.

Capa de Diário de uma volátil

Diário de uma volátil

Agustina Guerrero

Tradução: Marcelo Barbão

Editora Best Seller

Número de páginas: 160

Formato: 16x23cm

R$ 39,90

 

O livro foi cortesia da editora.


Os artigos aqui publicados são de total responsabilidade de suas autoras e editoras.

Roberta AR

Gosto de escrever (o que acabou virando trabalho) e de café. Participo da cena de quadrinhos independentes desde 2007, atuando principalmente na divulgação e na produção. Também sou zineira e escritora.