No dia do quadrinho nacional, qual HQ brasileira você indica?

Hoje é aquele dia do ano que os feeds de quem acompanha notícias sobre quadrinhos fica cheio de homenagens e curiosidades sobre nossos artistas: Dia do Quadrinho nacional.

A data celebra a publicação do que muitos estudiosos consideram os primeiros quadrinhos brasileiros, As Aventuras de Nhô Quim, de Angêlo Agostini, em 30 de janeiro de 1869. Registrado e comemorado pela Associação de Quadrinistas e Caricaturistas (AQC) do estado de São Paulo a partir de 1984, o troféu Angêlo Agostini premiou a primeira mulher na categoria de melhor desenhista apenas no ano passado: Mari Cagnin, por Black Silence.

Ainda que algumas mulheres tenham se destacado ao longo dos últimos anos, com o advento da internet, vale apena conhecer a história das pioneiras dos quadrinhos no país e também quem são as mulheres publicando hoje. Pra saber mais sobre estas mulheres, deixaremos alguns links com informações e resenhas.

Também gostaríamos de conhecer suas indicações de quadrinhos nacionais, independetemente de gênero. Deixe suas indicações nos comentários que certamente ajudará mais leitores a perceberem que nossa produção, além de muito diversa, não deve nada às publicações estrangeiras.

Links:

Presença e produção das mulheres nos quadrinhos:Entrevista com as Lady’s Comics

Guia dos quadrinhos das Minas

Revista Risca

Revista Plaf

Como as mulheres estão mudando o mercado dos quadrinhos

Pioneiras: Nair de Teffé, Pagu, Ciça Pinto, Mariza Dias, Edna Lopes, Crau França (Crau da Ilha)

Charges das Minas na página Políticas

Diário de uma volátil

Carolina de Jesus

HQ Reparos

As mulheres em Mensur

Em nossa coluna de HQ, há muito mais indicações! Não deixem de conferir e de prestigiar os quadrinhos nacionais. Falando neles, você conhece os personagens abaixo na tirinha do Wesley Samp? 😉

 

 


Os artigos aqui publicados são de total responsabilidade de suas autoras e editoras.

Dani Marino

Dani Marino é pesquisadora de Quadrinhos, integrante do Observatório de Quadrinhos da ECA/USP e da Associação de Pesquisadores em Arte Sequencial - ASPAS. Formada em Letras, com habilitação Português/Inglês, atualmente cursa o Mestrado em Comunicação na Escola de Artes e Comunicação da USP. Também colabora com outros sites de cultura pop e quadrinhos como o Iluminerds, Quadro-a-Quadro, entre outros.