[Cineminas] Mario, Indiana Jones 5, Detetive Pikachu… A semana foi estranha, mas pelo menos temos Aretha e Cher

Mario está de volta!

 

Sim, vamos começar falando sobre video games. Isto porque, segundo matéria do site The Hollywood Reporter, a Nintendo anunciou que está trabalhando com o estúdio de animação Illumination Entertainment (Minions, Meu Malvado Favorito) em um filme de ninguém menos do que Mario. Não foram dados maiores detalhes sobre o longa, mas se sabe que terá o nome do criador Shigeru Miyamoto na produção e distribuição pela Universal.

 

Falando em video games…

Além da notícia da produção do filme do Mario, novos nomes foram anunciados para o elenco de Detective Pikachu, o filme live action. Sim, você leu corretamente: estão fazendo um filme do Detetive Pikachu, que será dublado por Ryan Reynolds (Deadpool) e contará também com a presença de nomes como Bill Nighy, Ken Watanabe e Suki Waterhouse. A produção já começou e algumas fotos do set foram divulgadas, mostrando o Departamento de Polícia de Ryme City, onde se passa o jogo original. O filme tem previsão de estreia para 2019.

 

 

Mais um Indiana Jones?!

Também de acordo com o The Hollywood Reporter, o diretor Steven Spielberg está planejando o próximo filme de Indiana Jones. A notícia é um tanto surpreendente, considerando que é um eufemismo falar que o último filme de Indy foi “mal recebido” (eu ainda tenho pesadelos envolvendo bombas e geladeiras). O filme tem previsão de produção em 2019 e lançamento em 2020.

O diretor também está planejando fazer a sua versão do musical West Side Story,  cuja produção virá após Indiana Jones. A grande novidade é que o diretor está buscando um elenco de perfil latino. A notícia coloca em evidência a questão da representatividade dos latinos no cinema norte-americano. No caso desta produção em particular, é especialmente simbólico, uma vez que o filme de 1961 levanta até hoje discussões acerca do brownface: além de atores brancos interpretarem personagens porto-riquenhos (apenas Rita Moreno era de fato porto-riquenha), o elenco que representava os latinos usou maquiagem para escurecer a pele (com a exceção de Natalie Wood, que fazia a protagonista Maria).

 

Trailers que você precisa saber: Mamma Mia 2: Here we go again  e Mute, novo de Duncan Jones produzido pela Netflix

 

 

 

R-E-S-P-E-C-T

E, antes de encerrar esta semana, a coroa de majestade vai para Jennifer Hudson, escalada para a cinebiografia de Aretha Franklin. Segundo o site Deadline, a própria rainha do soul escolheu a atriz (gente fina é outra coisa). Para se ter uma noção de como a escolha é perfeita, aqui vai um vídeo de Hudson cantando Respect em um tributo à Tina Fey:

 

Estreias da semana

  • Paddington 2
  • Todo o dinheiro do mundo (crítica aqui)
  • A forma da água
  • De volta
  • A repartição do tempo

Os artigos aqui publicados são de total responsabilidade de suas autoras e editoras.

Clarissa Monteiro

Ilustradora e pesquisadora de semiótica em quadrinhos. Formada em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da UNESP e mestra em Semiótica pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, atualmente faz doutorado em pesquisa semiótica aplicada a quadrinhos.