Estúdio brasileiro lança Jogo NFT promissor para mobile

A febre dos Jogos NFT sobe na medida que o tempo passa. Na contramão do seus “irmãos” ativos digitais do qual visam apenas a coleção ou o lucro, o mercado de games segue em ascensão.

E esse crescimento não seria diferente em um dos países que mais consome Videogames e até mesmo NFTs do mundo, o Brasil. Diversas iniciativas quanto a ativos digitais em Blockchain já existem em terras brasileiras, no entanto, o game Gunsstars, aparenta ser um daqueles unicórnios que surge de forma muito promissora e meteórica.

Desenvolvido pela Monomyto, estúdio brasileiro de jogos para o mercado mobile, o anúncio do primeiro jogo Blockchain da empresa aconteceu no dia 30 de junho, ao lado da LOUD, uma das equipes de E-Sports brasileiras mais bem sucedidas dos últimos tempos.

Com a premissa de battle royale, gênero que se consolidou com Free Fire, Fortnite e PUBG, o Gunsstars no entanto trará uma mecânica parecida com o Brawl Stars, outro game de tiro gratuito mobile que já faz sucesso no mercado.

As batalhas trarão 36 jogadores em diferentes áreas, com o diferencial do game NFT que será o ângulo em terceira pessoa, que o diferencia de games mobile do gênero.

Com inovações e um gameplay divertido, o jogo promete trazer toda uma economia interna através de recompensas e transações de NFTs entre os usuários, mecanismo esse já famoso do gênero Game Blockchain.

Jogo NFT traz novidades envolvendo a LOUD

Além das inovações quanto a jogabilidade e presença de mercado, o jogo baseado na rede Solana, ou, SOL, anunciou a presença experiências interativas, que visaram conectar os fãs da LOUD e os usuários do jogo no geral, com os criadores de conteúdo da Org.

Interação essa será a introdução dos influencers por meio de ‘lendas’ no game, que é como serão chamados os personagens do Gunsstars.

A novidade ainda maior sobre isso, é o lançamento desses personagens LOUD NFT para todas as carteiras cadastradas no jogo de forma gratuita.

É o que explicou em anúncio o CEO da Minuto, Rafael Costa, que explicou o novo sistema de atração dos fãs.

“Além da experiência de jogabilidade, a gente queria expandir as possibilidades, por isso incluímos a Babi e o Coringa, ambos players da LOUD, como lendas em Gunstars. Uma para aproximar a comunidade de seus criadores favoritos que se destacam no meio de gaming e assim eles possam servir também como exemplo para outros criadores que queiram participar e crescer junto com o projeto”, revelou Costa.

O desenvolvedor também ressaltou a presença dos games mobile nesse universo não só de NFTs, mas também de Videogames, como um mercado que revolucionou a presença de influencers e streamers nas mais diversas plataformas de audiovisual da internet.

“Os jogos mobile [para celular] têm um impacto e alcance muito positivo, porque chegam muito mais fácil até as pessoas. Isso mostra que não é preciso uma estrutura grande com computador para jogar e se divertir. Ser uma referência dentro do game com oportunidade de me tornar o personagem favorito de um jogador é uma conquista muito grande como profissional da área”, completou o CEO.

CONTINUE LENDO

COMPARTILHE

MAIS LIDOS